Loading

19 de mar de 2011

Um Encontro com o Espelho...

Numa noite de março/2009, vejo um anúncio em uma comunidade de orkut:
LAR PARA O GATO GRANDÃO!
E lá estava ele, gigante, olhos azuis, carente.Cai de amores, Sim, ele iria alegrar nossas vidas, e numa atitude quase irresponsável resolvo adotar Pavarotti...
Foi aí que fui apresentada virtualmente a Tatiana Cunha, ela seria a "ponte" na doação/adoção. Nos falamos, fui até seu orkut e fiquei fascinada com o que vi, era uma força, uma doação, um poder de superação, um amor visceral e  ao mesmo tempo livre e sem dependência pelo esposo Cristiano, e acima de tudo um amor sem limite pelos animais. As fotos eram pura poesia (mas tinha uma em especial que me fascinava, penso que vejo alma através de fotos) e eu passei a admirar  cada vez mais Tatiana, o que escrevia era aprendizado para mim, me identificava com tudo, e ali eu aprendi (e aprendo) muito. Fica acertado que viriam Domingo pela manhã, eu chego sábado do trabalho, anciosa para preparar a casa e receber meu novo filho, ela me liga e diz: "Sônia, vou hoje".! Minha casa totalmente desorganizada, e eu anciosa, para ver aquele que eu já amava tanto, não hesitei. Venha, estou esperando! Faço um milhão de recomendações ao Santhiago. "Filho, não diga ao casal que vai trazer seu irmão sobre o papai, porque a mamãe tem medo que a moça não dê o Pavarotti para nós" (evidente que eu não tinha a menor condição financeira de adotar mais um naquele momento), mas o amor falava mais alto, eu precisava dele...


Os espero no portão com o coração aos pulos, eles chegam com meu amor de 10kg, engulo as lágrimas, nesse momento havia uma "misturação" em minha cabeça. Emoção, saudades do meu bom José, medo de não conseguir cuidar do Pavarotti como deveria, e admiração por Tatiana.
A primeira coisa que senti foi o cheiro do seu perfume, algo marcante e suave ao mesmo tempo, (que ficou aqui por dias) ela entra, e percebo que seus olhos são grandes e cristalinos, (como na foto) daqueles que percebe-se a luz que vem de dentro da alma, percebo como O Cristiano a trata e penso: "Ela tem um amor igual ao meu,  ele tem um amor igual ao do Beto, que sorte que que tiveram, somos privilegiados", (a cumplicidade entre os dois ficava evidente a cada instante).- Eis aí o segundo homem que também é capaz de entrar embaixo de  um ônibus em uma enxurrada para resgatar um gatinho igual ao meu bom José -.

A visita foi tranquila e rápida, eu tive vontade de falar mais com ela, eu já sabia muito de sua vida, ela não sabia quase nada de mim, tive vontade de convidá-la a conhecer uma pessoa, falar de minha vida e convidá-la a voltar, mas eu sempre me intimido diantes de pessoas que admiro demais, me calei e pensei:  "Quando eu crescer, quero ser igual a ela". A adaptação foi muito difícil, era um passo de cada vez, situação apertada e amor de sobra... Julho de 2009, meu Pavorotti teve um problema gravissimo de coluna devido ao sobre-peso (isso ela não sabe), e o que já era difícil ficou pior:  Arrumei mais um emprego, trabalhava 20horas por dia, Tive que conter mais despesas, dentre elas a internet, e assim fiquei de julho de 2009 a outubro de 2010...

Em outubro de 2010 começo a escrever o blog e junto com ele vem o Face Book, e lá está ela. Um dia me manda um recado que dizia: "Não pare nunca de escrever no blog". Continuei, mas nem de longe supunha que ela era tão assídua, até que...

Depois da visita diária ao blog da querida (e ela nem sabe o quanto) Sônia Cristina Miranda Gerônimo, tomo a liberdade de tirar de lá e postar aqui:

"Um dia desses, eu separo um tempinho e ponho em dia todos os choros que não tenho tido tempo de chorar". - Carlos Drumond de Andrade.

Sônia, eu lhe admiro tanto que você nem pode imaginar.

(Tatiana S.R. Cunha)

E eu respondo, como sempre tímida e travada em se tratando dela, na noite seguinte nos falamos no Messenger e devagar a coisa vai fluindo, as afinidades ficam evidentes, percebo o quanto temos em comum, o quanto nos identificamos uma com a outra, como nossa forma de amar é parecida, eu nem sinto o tempo passar tamanha é a sabedoria, inteligência e sensibilidade daquela moça...Tatiana é daqueles seres-humanos rarissimos que enfrentam a pior tempestade sem nunca tirar o sorriso do rosto, e sobrevive por amor, sem dependência...

Ela diz que irá escrever algo sobre mim, e hoje me deparo com essas palavras aqui , fico  feliz, feliz, feliz..em constatar que a admiração é recíproca, e eu me sinto um grão-de-areia perto dela...

Tatiana, obrigada por absolutamente tudo, você fez e faz muitíssimo por mim, por nós, por nossos anjos de 4 patas que não tem voz ativa, são pessoas como você que fazem o mundo melhor, sua presença já é tudo, minha admiração e respeito por você sempre esteve em evidência, eu só não tinha coragem de falar, obrigada por ter me dado essa oportunidade. Esperei exatos dois anos para te falar isso.
SIM TATIANA, ISSO É UMA DECLARAÇÃO DE AMOR PARA O SER EXTREMAMENTE RARO QUE ÉS!

Seu rotundo hoje está totalmente adaptado e recuperado (assim como você), convive em harmonia com os irmãos de 4 patas, e dentre todos, e o mais carinhoso, parece falar com suas olhos azuis e gigantes e seus ronronados, obrigada mãe, obrigada Dinda Tatiana.

Você me ensinou que todas as tempestades passam, que junto com o dia sempre nasce o sol e com ele todas as esperanças se renascem.

OBRIGADA POR TODOS OS ENSINAMENTOS.




12 comentários:

lolipop disse...

Oi Soninha!
Fui lá ler e me comoveu esse encontro tão fundo entre as duas...esse sentir do amor da mesma forma...

Sua amiga me parceu um pessoa tão bonita e sensível como vc.

E que fofura que é o Pavarotti!

Ainda estou te devendo um mail...

Beijo carinhosos

Maria Helena disse...

Querida,
Algumas vezes na minha vida, quando a visão turvava pelas fortes chuvas que caíam, eu, paradoxalmente, passava a enxergar uns pontinhos luminosos ao meu redor que me distraíam e me acalentavam. Com o tempo fui descobrindo que cada pontinho luminoso era o reflexo de pessoas como Tatiana que de tanto amor incondicional que emana deixa o reflexo de luz em todo o Universo. Comoveu-me a sua postagem e a sua linda história com a Tatiana e o ser de quatro patas. Obrigada por nos proporcionar o prazer e a alegria de ler uma postagem tão maravilhosa e cheia de amizade.

Parabéns pra vocês!
Bjs!

ManDrag disse...

Eu chamo a isso encontrar o nosso espelho.

Pessoas como vós, que nos dão testemunhos tais testemunhos de amor e abnegação, que fazem com que mantenhamos a esperança neste mundo.

Abraço

PS: um abraço também para o Paulinho

Sílvia Gianni disse...

Oi Sonia, que bom você ter ido e ficado lá no meu cantinho. Fiquei feliz.
Ao seu cantinho tenho vindo sempre, desde que o descobri. Gosto muito de ler sobre vocês nos posts. Obrigada pela oportunidade.
Bjos.

Néia disse...

Oi querida...
Que linda história de amor, superação, admiração e esperança. Adoção é sempre adoção, é a vontade de ser alguém para alguém e eu em especial, que tenho o meu pequeno scoob, um basset entendo exatamente o que vc sentiu ao vê-lo.Parece que nasceram pra gente e estavam apenas esperando o tempo do reencontro.É assim que senti e me sinto até hoje com o meu scoob que também foi adotado depois de passar por três famílias.É um amor sem medidas...
Vou passar lá para ler a mensagem da Tatiana e depois volto para comentar mais.
Feliz dia do blogueiro e feliz por vc não ter desistido deste mundo tão
fascinante que hoje eu sou apaixonada.
beijos e até

Baronesa disse...

Minha querida,

obrigada pelas belíssimas palavras sobre as fotos do meu casamento. Eu tb as achei o máximo! Nada como casar com o amor das nossas vidas, né? Você sabe bem o que é isso.

Obrigada!

Andressa

Lívia Azzi disse...

Olá Sônia!!

Os animais são nossos anjos de quatro patas, lindo Pavarotti!

Amar os animais é dar asas aos anjos da terra.

Um filosófo que eu admiro escreveu que ensinar as crianças a amar os animais, aprender a tratá-los como amigos - para sempre é um grande ensinamento filosófico e educativo no lar.

"Um garoto que tem um amigo de quatro patas, para valer, conservando essa relação afetiva por toda vida, cumprirá um excelente programa de filosofia". (Paulo Ghiraldelli, In: "Filosofia, amores e companhia")


Beijos e carinhos...

Nilce disse...

Lindo Sônia.
Que bom que em tempo você conseguiu falar de uma pessoa tão importante em sua vida.
Amigos são tesouros e você merece muitos.
A vida é feita de muitos contratempos, mas os anjos-amigos sempre estarão presentes.
Deus as abençoe muito querida.
Adoro você.

Bjs no coração!

Nilce

fromtatis disse...

Ah, Sônia... Sabe que corei =o))

A recíproca é todinha verdadeira, sabe disso né?

Não dá pra eu te dizer 'não fique triste', mas se eu puder fazer qualquer coisa enquanto isso acontece, me deixe saber.

Beijo enorme.