Loading

12 de out de 2010

A vida de casada...

A vida  seguia normal com seus altos e baixos, falta de grana (isso é terrível) não erá fácil, seu pai trabalhava no Unibanco (ganhava mal) e eu continuava com meu empreguinho meia boca, até que ele deciciu tomar uma decisão radical (apoiado por mim) sair do Banco e montar um Bar de Rock, e foi assim que nasceu o Cidade Oculta.
A vida foi melhorando devagar e assim foi chegando a vontade de ter um filho, foi também nessa ocasião que descobrimos que o Beto não poderia ser pai por vias normais, fui trabalhar numa clínica de reprodução humana, só assim eu teria acesso a aquele tratamento tão caro e devastador, e nada. A decepção  de não conseguir se mãe  foi demais para nós dois e foi nessa ocasião 2000, que nos separamos (por vontade única e exclusiva minha) eu precisava botar minha vida e minha cabeça em ordem, por coincidência (ou não) fiquei doente e decidi passar uns tempos na casa de sua avó - Bahia, e permanecemos sem nos ver por 5 meses, mas nos falávamos ao menos umas 3 vezes por dia, nunca nos separamos de verdade...

0 comentários: